terça-feira, 23 de setembro de 2008

Se Eu Não Fosse Paulista Seria Pernambucano

Acho que o quê mais gostei nas poucas viagens que fiz na minha vida para outro estado, foi ir para Pernambuco.
Fui, e fui com tesão as duas vezes. Conheci gente legal pra caralho, vi algumas praias, escutei histórias, fui no show do Mark Ramone ( mas não fiquei, acabei saindo pra ir conhecer Recife Antigo ),
fiz loucura ... Enfim morei lá por poucos dias e me diverti...mesmo estando em um hotel.
Antes eu já conhecia um pouco de lá mas através da música.
Sempre que pinta alguma coisa de lá fico interessado.
Seja por Francisco de Assis França e sua Nação, Devotos do Ódio, Lenine, Sheik Tosado, Cordel do Fogo Encantado, Mundo Livre S.A, DJ Dolores, Lamento Negro, Cajú e Castanha, Alceu Valença, Antonio Nóbrega, Mombojó, Otto e tantos outros...
Não vejo a hora de poder dar uma volta por lá, mas agora acompanhado...
Acompanhado Dela.
Que sinto saudade o dia inteiro e hoje lembrei escutando "Meu Esquema" do Mundo Livre.
Que sempre me lembro como começou prá valer ... Em um show do DJ Dolores e Orquestra Santa Massa, Cordel do Fogo Encantado e da Nação Zumbi. Fiz questão de dar os CDS destes shows para ela ( que na verdade são meus ! ).
Agora, o que eu mais estou esperando na verdade, é um show da Nação aqui em SP. Quando eu digo SP, quero dizer mais ou menos 20 Km de distância. ( No máximo !!!! )

Vai ser a minha bodas de ouro branco. Já tenho até camiseta para ir no show !!!!

Tô virado no CABOCLO DE LANÇA CARALHO!

Um comentário:

Fabiano disse...

Mas que fenda é essa?
Que devora os anseios e desejos desse sertão bélico e sensível.
Desse sertão, terra de Lampião, rei do cangaço e do garimpo...Temos o que mais é digno de palmas em termos de música.
O Flávio traduziu em poucas palavras o que temos de melhor no cenário vasto de riquezas sem brilho e sem exploração.
Aqui, plantando e colhendo Eddie, tenho que me curvar diante de todas as possibilidades que a vida me dá de ser feliz e dançar as melodias desse sertão - balão.
A NZ patrimônio mundial, entendido e polido pelo mestre CS...só faz com a essência seja buscada sempre.
Flávio, um convite:
"Deixa esse bolo de ameixa, e vai mexer"
Mexer com os ensaios carentes de cultura e swing.

Abraços.